Cadastre seu restaurante ou lanchonete nos app de delivery

Não perca seus clientes, saiba como cadastrar seu restaurante nos app de delivery

Com o Novo Coronavírus, muitos restaurantes e lanchonetes perderam o faturamento. Sem movimento de pedestres e empresas funcionando não tem clientes para comer nos comércios.

Uma nova alternativa de pedir comida, sem se expor ao vírus, está sendo os aplicativos de delivery, que já conhecemos bem. Os números de pedidos nos restaurantes que operam com a ferramenta cresceram muito.

Com as pessoas em casa, e sem querer se expor ao vírus indo nos supermercados, ou ate mesmo para continuar a rotina do lanchinho nos finais de semana, os pedidos por delivery crescem 85%, segundo o Ifood.

Essa alternativa, além de ser segura, também ajuda a manter o faturamento que, conseguintemente, mantem a renda dos funcionários e dos entregadores.

O número de restaurantes que querem entrar na plataforma também aumentou, e segundo o Ifood, são cerca de 3 mil novos pedidos por dia. Outros aplicativos como Rappi, James e o Uber Eats, também relataram uma alta no cadastro de novos parceiros.

Qual a diferença em vendas no balcão e vendas por aplicativos?

O processo de pedidos continua o mesmo, nada se altera. A diferença é a formalização dos pedidos. Os processos de pagamentos também não mudam.

Em um balcão, o cliente vai até você, escolhe o prato no cardápio e faz o pedido que, é preparado e consumido na mesa e pago no final. O processo por aplicativo é parecido, o cliente entra na sua vitrine, escolhe o prato, faz o pedido, o restaurante faz a entrega, e recebe pelo pedido.

 

Tem custo para vender por Aplicativo?

Toda ferramenta que você coloca na sua empresa tem custo, vai desde uma maquininha de pagamento a um roteador wi-fi.  Vender pelos hubs de delivery não é diferente, afinal, há uma empresa por trás de tudo isso que, processa os pagamentos, checa os dados para não haver fraude, há um servidor ligado 24h, sem contar nos custos para manter a ferramenta ativa.

Então, dessa forma, quando vocês escolhem vender por um aplicativo, tenha a certeza que você perderá uma porcentagem por cada pedido.

A taxa de entrega, também é outro assunto a ser questionado. Quando cobrar a taxa de entrega? Vai da consciência do restaurante. Vale lembrar que estamos enfrentando uma crise e que ninguém quer gastar, nem você muito menos os clientes. O legal é estudar a quilometragem em que será atendida.

Quando um usuário vai fazer um pedido, a primeira coisa que aparece para ele são os filtros de preços e entregas, assim os clientes podem eliminar o seu restaurante caso os preços e a taxa de entrega sejam muito alta.

Embora a taxa de entrega seja paga por quem está fazendo o pedido, vale recordar na frase que foi dita anteriormente, você não quer gastar e seu cliente também não. Então, leve sempre em conta o valor final da compra de seus clientes.

Como Faço Para Vender Por Aplicativo?

Bom, se você chegou até este paragrafo do artigo é sinal que você tem um restaurante ou lanchonete e quer aumentar suas vendas. Parabéns, você está sendo visionário.

Para se vender por um aplicativo, precisa-se cumprir alguns requisitos mínimos:

Após cumprir com todos os requisitos acima, você terá que efetuar um cadastro no site do aplicativo ao qual você quer ser parceiro.

Os aplicativos mais usados no Brasil são eles: Ifood, Rappi, James, Uber Eats. Para fazer parte desses aplicativos você precisa estar formalizado com empresa aberta. Abra agora mesmo sua empresa clicando aqui.

Clique no aplicativo de sua escolha e faça o cadastramento de seu comercio.

 

 

Como Recebo Pelas Vendas?

Cada aplicativo tem os seus tramites de repasse, mas geralmente os pagamentos são feitos em 15 ou 30 dias. O Ifood tem opção de antecipar para 7 dias após a venda, porém cobra-se uma taxa a mais pela antecipação.

Os pagamentos feitos em dinheiro, você recebe na hora, porém as taxas de vendas são descontadas quando houver alguém pagamento em cartão ou pagamento on-line. A maioria dos aplicativos mantem o valor de 12% por cada venda.

Vale levar em conta também os descontos das bandeiras dos cartões, então deve-se somar o valor do desconto do aplicativo, mas o desconto da bandeira do cartão.

Digamos que um cliente faça o pedido de R$ 120 + R$ 12 de taxa de entrega, desconsidere 12% do aplicativo, menos a porcentagem do pagamento debito ou credito, menos a taxa de entrega, que já foi paga pelo cliente e você terá o seu lucro.

Os pagamentos são feitos, na data escolhida por você, respeitando os prazos de 7, 15 ou 30 dias, em uma conta bancária da empresa, então você precisará de uma conta jurídica.

Atendimento